Bahia - 71 3024-0344
RS - 51 3181 0331
São Paulo - 17 3238 3301
Rio de Janeiro- 21 9 9881 8779

5 dicas para abrir uma empresa nos EUA

5 dicas para abrir uma empresa nos EUA

Entrar no mercado americano pode parecer um passo grande demais para sua empresa brasileira, mas saiba que as chances dela ser bem sucedida irão depender muito mais da potencialidade do negócio, do que especificamente do quanto sua companhia é estruturada no Brasil.

Além disso, muitos empresários quando resolvem abrir uma empresa nos EUA tem como um dos objetivos, angariar financiamentos no exterior. Por que? Menos burocracia e maiores possibilidades de investimentos.

O segredo é estar munido de informações e, principalmente, com um plano de negócios

promissor. Para isso seguem 5 dicas valiosas para você entrar com tudo nos EUA!

1- Pesquise o mercado

Fazer uma boa pesquisa de mercado nos EUA é essencial para o sucesso do negócio. É preciso entender o comportamento do consumidor, identificar o nicho e os concorrentes que atuam no mesmo segmento, buscando diferenciais para sua empresa. Vale lembrar que a pesquisa deve ser bem específica, por Estado e região de atuação, uma vez que nos Estados Unidos as diferenças culturais entre um Estado e outro podem afetar todo o desenvolvimento do projeto.

2 – Faça parcerias

Não adianta ter planejamento, pesquisa e dinheiro se não existir o famoso “lobby”. Firmar parcerias, ampliar o “network” e buscar fornecedores locais são ações decisivas para inserir sua empresa no mercado americano. É importante procurar uma consultoria especializada que direcione suas ideias e propostas de acordo com cada segmento, conseguindo assim grande benefícios, sejam eles legais ou financeiros.

3 – Conheça as leis

Para cada país uma lei, certo? Errado. Nos Estados Unidos as leis são estaduais e as regras mudam também de acordo com cada lugar. Nesse aspecto, a opinião de advogados e especialistas em contabilidade nos EUA, por exemplo, pode determinar o rumo do seu negócio e quais possíveis entraves você encontraria. A regulamentação americana deve se encaixar o seu produto ou serviço, evitando o descumprimento de regras. Estar cercado de profissionais competentes é uma necessidade para começar com o pé direito no mercado dos EUA .

4 – Defina como pretende entrar no mercado

Quer colocar seu produto no país, mas ainda não quer abrir um ponto de distribuição ou um escritório? Você pode contar com um escritório virtual (para cumprir a parte legal da empresa) e buscar escritórios de representação para entrar no mercado aos poucos. Há ainda a possibilidade de não criar uma pessoa jurídica, fazendo todos trâmites comerciais via representante no exterior. Nesse caso, o empresário só pesquisa, suporte, publicidade e compra de bens em nome da sede no exterior.

5- Faça um bom “business plan”

O empresário deve desenvolver um bom plano de negócios com, pelo menos, 3 anos de planejamento orçamentário (bem estruturado) apresentando prospecção de ganhos e crescimento da empresa, bem como o quanto deve ser investido. O plano de negócios serve para expor aos investidores o nível de factibilidade e atratividade financeira do projeto. Como se trata de algo muito específico, invista na contratação de uma empresa para fazer o seu “business plan” e garantir o sucesso de seu empreendimento.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário